Clipp-Seg

InsurTech: 37% das seguradoras espera criação de novos modelos de negócio

 

Fonte Jornal Económico
Por Leonor Mateus Ferreira

Seguradoras tradicionais pretendem colmatar os desafios através de parceiras com os novos ‘players’ tecnológicos do setor, indica o relatório ‘Capgemini World InsurTech Report 2018’.

A ascensão das insurtechs – empresas tecnológicas da área seguradora – intensifica a colaboração estratégica com as companhias de seguros tradicionais, segundo revela o novo estudo ‘Capgemini World InsurTech Report 2018’. As empresas esperam maiores desafios, mas também oportunidades, especialmente no campo da relação com os clientes.

“Num ecossistema em constante evolução, a colaboração é um modelo que as companhias de seguros e as insurtech encaram como a chave para melhorar a experiência do cliente com sucesso, e que consideram como a principal prioridade”, afirmou Anirban Bose, CEO da Financial Services Strategic Business Unit da Capgemini e membro do executive board do grupo, em comunicado.

O relatório indica que todos os 140 gestores de topo em 33 mercados inquiridos consideram que as insurtech são um elemento de transformação do setor. Sobre o potencial impacto, 67,1% das companhias de seguros tradicionais responderam que têm capacidade para “redefinir a experiência do cliente”, abaixo dos 91,7% entre as insurtech inquiridas.

Já 37% das seguradoras tradicionais considerou que as insurtech poderão “criar novos modelos de negócio”, e 34% afirmou que poderão vir a “capacitar as companhias de seguros tradicionais com novas competências”. Os valores comparam com os 58,3% e 33,3%, respetivamente, dos responsáveis das insurtech.

“Neste sentido, os gestores do futuro deverão encontrar as formas mais apropriadas de colaboração, que lhes permitam manter as suas empresas e os seus negócios ágeis no longo prazo”, referiu Anirban Bose.

A colaboração é uma prioridade para o setor, já que cerca de 96% das companhias de seguros tradicionais mostraram vontade em colaborar com as insurtech, privilegiando parcerias ou modelos do tipo «Solution-as-a-Service » (SaaS).

Já a abordagem preferida pela maioria das seguradoras (77,9%) assenta no “estabelecimento de parcerias para desenvolver uma nova solução”. Do mesmo modo, são também, muitas as seguradoras (75,8%) a desejar uma abordagem Solution-as-a-Service. Por contrapartida, apenas um terço das seguradoras inquiridas (32,6%) afirmou estar a equacionar possíveis aquisições neste contexto.

“O advento anunciado de novos concorrentes no setor segurador, põe à prova as companhias de seguros tradicionais no que diz respeito à sua agilidade e à sua capacidade de inovação. Encontrar um bom parceiro entre as InsurTech será o fator decisivo para que se consigam impor e triunfar num setor em constante evolução”, acrescentou Vincent Bastid, secretário-geral da EFMA.

Comentários

Newsletter



    Facebook

    A Revista Cobertura é uma publicação especializada no setor de seguros, voltada a corretores de seguros, seguradoras, resseguradoras, entidades do setor, operadoras de planos de saúde e empresas prestadoras de serviços para o mercado.

    Mais Lidas

    Newsletter



      Copyright © 2017.

      To Top