Cobertura Especial

Mercado de seguros gaúcho segue com boas perspectivas em 2021

 

Ricardo Pansera, presidente do Sincor-RS, comenta sobre a importância da região e o trabalho que garantiu desenvolvimento mesmo na pandemia

Por Thaís Ruco

A região Sul, com apenas três Estados, representa aproximadamente 20% do mercado segurador nacional, e o Rio Grande do Sul responde atualmente pela maior fatia da região.  Embora o Sul comtemple o menor número de Estados, é a segunda região do País em arrecadação de prêmios, ficando atrás apenas da região Sudeste. Isso dá a dimensão da pujança e importância dos corretores gaúchos neste contexto.  

Mesmo com as necessárias adaptações decorrentes da pandemia, desde março de 2020, os corretores de seguros gaúchos seguem firmes na sua missão de bem atender às necessidades dos seus clientes.  “De maneira geral, vimos todas as seguradoras e corretoras agindo muito rápido e adaptando as operações para parcialmente presencial, sem nenhum prejuízo à qualidade do atendimento aos clientes”, garante Ricardo Pansera, presidente do Sincor-RS.

Para ele, percebeu-se um crescimento da conscientização das pessoas quanto aos seguros pessoais e residenciais, certamente decorrentes do fato de estarem impactados.  “Muitas pessoas que nunca se interessaram pelos seguros pessoais, seja porque contavam com alguma cobertura pelas empresas em que trabalham (para os clientes funcionários da indústria, comércio e serviços), seja porque não queriam mesmo falar de outros ramos que não o onipresente ‘automóvel’, passaram a pedir mais informações sobre apólices para proteção pessoal”, afirma o dirigente.  

O mesmo se viu para aqueles que precisaram montar em casa uma operação estruturada, para trabalhar de forma remota, em home office. “Muitos se deram conta que todos aqueles equipamentos de ponta e de custo elevado, que trouxeram da empresa pra casa, estavam sem cobertura, isso abriu a porta para os corretores atentos ampliarem suas vendas para os demais ramos”, aponta.

Os gaúchos sempre primaram pelas relações comerciais firmes e duradouras, dessa forma o “olho no olho” das tradicionais reuniões de negócios presenciais está fazendo falta nestes tempos de pandemia.  “Aqueles corretores que conseguiram se adaptar e ficar em contato com seus clientes, mesmo que remotamente, se destacaram e fortaleceram as relações comerciais”, justifica.

Certamente, 2021 será um ano de muitos desafios para os corretores, mais uma grande oportunidade de se consolidarem como indispensáveis, bem como de repensar sua atuação. “Importante olhar com atenção para possibilidades de negócios que antes não valorizavam, ou não tinham tempo de olhar”, declara Pansera, enfatizando que cada cliente tem infinitas possibilidades de novos negócios, possui familiares e amigos que pode indicar, por isso o corretor deve explorar melhor o potencial que já tem dentro da própria carteira.

A parceria com os seguradores deve ser intensificada. “Os sindicatos dos corretores e das seguradoras sempre atuaram com muita sinergia, muito respeito e foco no desenvolvimento do mercado.  Este ambiente positivo é importante para que todos se relacionem na mais perfeita sintonia.  Em 2021, juntos, corretores e seguradoras faremos o melhor para os nossos clientes, razão da nossa existência. Seguiremos trabalhando ainda com mais afinco e dedicação para ampliar o nosso mercado e levar a mais pessoas e empresas a proteção do seguro”, garante o presidente do Sincor-RS.

 

Comentários

Newsletter



    Facebook

    A Revista Cobertura é uma publicação especializada no setor de seguros, voltada a corretores de seguros, seguradoras, resseguradoras, entidades do setor, operadoras de planos de saúde e empresas prestadoras de serviços para o mercado.

    Mais Lidas

    Newsletter



      Copyright © 2017.

      To Top